Como alugar barcos para navegar em Paris sem precisar de licença

O rio Sena é o único que corta Paris. A importância dele é tão grande que o brasão da capital tem um barco desenhado e a divisa “Fluctuat nec mergitur” (“Flutua, mas não afunda”, em tradução livre). Não dá pra navegar no Sena sendo um simples mortal sem habilitação especial, mas dá pra ter seu dia de capitão de navio em Paris sem precisar de nenhum tipo de formação ou licença.

Pra isso, é só ir até o Bassin de la Villette, alugar um dos quatro tipos de embarcação do Marins d’eau Douce e navegar pelas águas calmas dos canais que cortam Paris e seus subúrbios, como o Canal de L’Ourcq. O preço é camarada. Uma hora num barco para cinco pessoas custa 40 euros. O dia inteiro para sete tripulantes sai por 200 euros. As embarcações são fáceis de pilotar e o pessoal que aluga te dá dicas de trajetos para fazer.

Marins d'eau Douce E ainda dá pra pegar um barco com mesa, cesta de pique-nique e jogos pra deixar o pessoal que fica nas margens com inveja. O site do Marins d’eau Douce é só em francês, mas o Oliver, o simpático dono do local, contou pro Paris Lado B que até o fim do mês tudo também estará explicadinho em inglês.

_DSC5713

Marins d’eau Douce
Todos os dias, de 10h às 21h
37 quai de la Seine
Metrô Stalingrad (linhas 2,5 e 7) ou Jaurès (linhas 2,5 e 7bis)

Aproveitando a viagem:

  • Quando o passeio de barco acabar, uma boa dica é ver o pôr-do-sol no 25° Est, que tem um dos terraços mais agitados de Paris e sobre o qual já escrevemos.
  • Antes ou depois de navegar, vale a pena passar pela La Vache Bleue, também ali do lado, um espaço cheio de ateliês de artistas e uma galeria, que vai te dar a impressão de ter sido teletransportado para fora de Paris.
  • O Parc de la Villette fica ali do lado e sempre tem alguma coisa rolando nos espaços culturais que funcionam por lá.
  • No verão, o Canal de L’Ourcq (onde você também pode navegar) oferece várias opções de bares em suas margens. Confira todas as nossas dicas de bares nesta área.

About Gabriel B. 116 Articles

Connard, flâneur, ringard.