Sapatilhas bonitas e confortáveis a 15 euros

E Deus criou a mulher, que por acaso era Brigitte Bardot. E a mulher inventou as sapatilhas, feitas pela Repetto especialmente para ela, para que ela pudesse saracotear por aí bem à vontade. Quase 60 anos depois, as ballerines ainda fazem parte do guarda-roupa básico das francesas, tanto no inverno quanto no verão.

E se tudo o que você quer são sapatilhas bonitas e confortáveis para saracotear à la Bardot, mas não tem 200 euros sobrando para levar o $avoir-faire da Repetto para casa, alegre-se: a loja Les Petites Parisiennes vende um genérico bem honesto a 19 euros. Com uma boa variedade de cores, fica fácil levar dois pares – nesse caso, você paga só 30 euros no total.

As sapatilhas da Les Petites Parisiennes são basiquinhas e, obviamente, a qualidade não é tudo isso. O símbolo que indica “couro” se refere apenas à palmilha – que, no caso das pretas, solta uma tinta danada nos primeiros dias. Além disso, eu já tive que jogar uma no lixo depois de uma grande chuvarada (uma só, de várias que eu continuo usando muito).

Mas, o que é mais difícil em calçados baratos, elas são muito confortáveis – palavra dos meus pés sensíveis, que não aguentam 10 minutos dentro de uma Melissa sem sair com bolhas. Por esse preço, vale a pena.

Les Petites Parisiennes tem sete lojas em Paris, todas bem centrais (veja os endereços no site). Na foto do post você pode ver um cartaz de “últimos dias”, mas eu vejo isso desde que comecei a comprar lá, então não dá para levar muito a sério.

Les Petites Parisiennes
5 rue de Turbigo, 75001, Paris
Metrô: Étienne Marcel (linha 4)
Todos os dias, das 10h às 20h
Fone: 01 40 28 07 92

Aproveitando a viagem:

  • A referência (porque não dá para chamar de ponto turístico) mais próxima é Les Halles, a muvuca central da cidade. Mas ali você está perto de tudo: do Louvre, do Pompidou, do Palais Royal, da Gaîté Lyrique
  • Mais ou menos por ali começa a Rue Montorgueil, com uma espécie de calçadão e o éclair mais famoso da cidade, na confeitaria Stohrer (número 51).

About Gabriel B. 115 Articles
Connard, flâneur, ringard.

4 Comentários

  1. adorei a dica e, ainda mais, o serviço sobre a qualidade das sapatilhas. não parem.

  2. olá,
    achei seu blog ao acaso e confesso que curti muito!
    Um monte de dicas bacanas!!
    A do terraço da LV, já até anotei!!
    Apesar de ser daqueles: Je ne parle pa français. Estou indo pela quarta vez a cidade!
    Meu caso com Paris é antigo! hehe
    Tínhamos uma replica daquele quadro de Caillebotte, “Paris num dia chuvoso” em casa e me lembro ainda pequeno gastando boas horas parado olhando o quadro. Meu pai, como bom arquiteto, me explicava sobre os prédios, a reforma e a construção das grandes avenidas do prefeito Haussmann…. Cresci e mantive uma certa admiração pela cidade! Pena não falar o francês. =/
    ENFIM, já reparei, no pé de alguns franceses por minhas andanças nesse mundo, que eles usam muito, junto com calça jeans, um tipo de sapato “social” mas de veludo/camurça azul marinho.
    Você já viu? Sabe do que estou falando?
    Sabe onde posso comprar um daqueles?
    Caso não faça a menor ideia, sabe onde posso comprar sapatos de couro a um preço JUSTO, nada de cifras astronômicas?
    Ah um problema que tive nas outras vezes em Paris, assim como no Brasil, foi a questão de número. Calço 46 brasil/ 48 europa. Foi difícil achar tênis/sapatos ai.
    Alguma dica também?

    Grato!

    • Oi, Andrews
      Acho que é mais ou menos disso que você está falando, não? http://www.zalando.fr/pier-one-chaussures-a-lacets-bleu-pi912a085-k11.html
      Se é isso, procure por “derby”. Camurça se diz “cuir velours” ou “veau velours”… En bleu marine! 🙂
      Você encontra esses sapatos em quase todas as lojas, imagino. Por exemplo: Minelli, Aldo, Salamander, André (essas eu citaria nos preços mais camaradas). Você também pode ir a alguma loja grande, como a BHV Homme (no Marais), que trabalha com uma grande variedade de marcas e tem coisas legais, do mais barato ao mais caro. Tem também essa loja online, Zalando.fr, que vende de tudo.
      O único problema, talvez, seja achar o seu tamanho (“pointure”, em francês). Os franceses não são muito grandes, no geral. Dê um google com “chaussures homme grandes tailles paris” e deve sair alguma coisa 🙂
      Espero ter ajudado.
      Boa viagem!

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Loja barata “de tudo um pouco” | Paris Lado B
  2. Bijuterias e joias para todos os bolsos | Paris Lado B
  3. Moda no Haut Marais: Acne Studios | Paris Lado B

Comments are closed.