Parc des Buttes-Chaumont, o parque lado B de Paris

Paris tem 426 parques e jardins, mas os turistas em geral escolhem sempre os mesmos dois para visitar: o Jardim des Tuileries e o de Luxemburgo. E mesmo bons guias turísticos fazem pouco caso do terceiro maior – e um dos mais bonitos – parque da cidade, o Parc des Buttes-Chaumont, no 19º arrondissement.

Bem diferente dos jardins “à francesa” – como o do Palácio de Versailles, por exemplo – o Buttes-Chaumont não tem nada de simétrico. Construído em volta de um lago com uma ilha rochosa de 30m de altura, o parque é cheio de altos e baixos, tem uma gruta e até uma cascata.

Duas pontes levam ao topo da rocha. A ponte suspensa é o local preferido para fotos, principalmente das noivas que acabaram de se casar na Mairie (sub-prefeitura) do 19ème, que fica em frente ao parque. Do outro lado fica a Pont des Suicides, mais longa e talvez menos romântica.

Em cima da rocha, o Temple de la Sibylle oferece uma bonita vista da cidade. Enquanto recupera o fôlego (a subida pode ser um pouco penosa para os mais sedentários), aproveite para imaginar que, antes de todo o trabalho paisagístico encomendado por Napoleão III para a inauguração do parque em 1867, este era um local de extração de gipsita e também foi usado como cemitério de cavalos.

Como o Buttes-Chaumont fica em uma região pouco turística, este é um bom lugar para ver os parisienses de verdade: famílias inteiras e jovens em grupos, judeus e árabes, gays e recém-casados lotam o parque nos fins-de-semana, para caminhar, pedalar, fazer piquenique ou simplesmente se jogar na grama e pegar um pouco de sol. O parque tem ainda um teatro de fantoches e alguns bares, entre os quais o Rosa Bonheur, queridinho de gays e hipsters.

Perto do Rosa Bonheur, na parte leste do parque em direção ao norte, dá para ver os trilhos da desativada Ligne de la Petite Ceinture, uma antiga linha de trem que contornava a cidade.

Antes de ir até o parque, vale a pena dar uma olhadinha no mapa, já que são seis entradas principais e outras nove secundárias. Na dúvida, desça na estação Buttes-Chaumont (linha 7 bis) e pegue a primeira entrada à direita, que já fica próxima ao lago.

[slideshow]

Parc des Buttes-Chaumont
1 rue Botzaris, 75019, Paris
Metrô: Buttes-Chaumont (linha 7 bis)
Aberto todos os dias, das 7h às 20h (de maio a agosto, fica aberto até as 22h)

Aproveitando a viagem:

  • Ali perto fica o Canal de l’Ourcq, com dois cinemas e bares legais.
  • Se ainda estiver com disposição para parques, aproveite a proximidade do Parc de la Villette.

Veja também:

3 Comentários

  1. Descobri esse parque na quinta vez que fui a Paris e entrou na minha lista de favoritos 🙂
    Uma dica dos arredores são as Villas de la Mouzaïa, ruelas com casas charmosas e jardins lindíssimos, com ares de cidadezinha do interior, excelente pedida para quem quer fugir dos roteiros batidos de Paris.

  2. Ótima dica das Villas de la Mouzaïa, Helena! Vamos falar dali em breve 🙂

  3. Ótimo blog, finalmente um que tem dicas diferentes.
    Tenho pesquisado muito e tem centenas de blogs falando exatamente a mesma coisa!
    Muito boa a iniciativa…virei fã!
    Estou indo pra Paris daqui 10 dias e estou muito feliz por saber como escapar das filas dos museus hahaha, valeu!

8 Trackbacks / Pingbacks

  1. Restaurante vegetariano na Little India parisiense | Paris Lado B
  2. Uma outra ilha no Sena | Paris Lado B
  3. O bar mais cool de Paris | Paris Lado B
  4. Dia de feira | Paris Lado B
  5. Verão no Parc de la Villette | Paris Lado B
  6. Happy Hour no lago | Paris Lado B
  7. Um jardim escondido na rive gauche | Paris Lado B
  8. O lado B de Paris

Comments are closed.