Piano Vache: jazz e cerveja na Sorbonne

O prédio central da Sorbonne fica às margens do Boulevard Saint-Michel, quase ao lado do Jardin du Louxembourg, e é portanto um lugar tomado por turistas. A própria Place de la Sorbonne, diante da porta principal, com seu belo chafariz, foi cercada por cafés caríssimos, o que quer dizer que nenhum estudante ou pesquisador para por ali.

A maioria acaba circulando pelas quadras do lado oposto ao da Place de la Sorbonne, ao redor do Panthéon, onde há também um grande lycée (a escola de Ensino Médio francesa) e algumas das melhores bibliotecas da cidade, como a Sainte-Geneviève (belíssima e fundada em 1624!, mas acessível apenas a alunos). Dessa forma, é claro que os bares e botecos frequentados pelos estudantes, ou seja, os que têm bons preços e são animados, estão nessa região.

E o mais escondido deles é também o melhor: o Le Piano Vache (“o piano vaca”), fundado em 1969. É praticamente impossível esbarrar no Le Piano Vache por acaso, já que ele é a única atração da sua minúscula rua, a Rue Laplace, que também não é uma rua de passagem. Ou seja, só chega lá quem realmente conhece.

Trata-se de um bar escuro e soturno, como demonstram as fotos desse post, mas que fica muito animado conforme a noite vai caindo e os estudantes vão saindo das bibliotecas e da Sorbonne. A fachada estreita engana: ao entrar, você depara com um enorme bar, com três ambientes e dois balcões, que vira uma barulheira lá pelas 23h, com cerveja honesta a 5 euros o pint (o copo de 500ml). Como todo bar parisiense, fecha cedo, às 2h, mas a noite começa cedo também, ao redor das 19h. Às segundas-feiras, rola música ao vivo, nada muito pretensioso, apenas um cara empunhando uma guitarra. Nos outros dias, tem DJ. O som é rock. Um bar perfeito para os dias frios que estão chegando.

Le Piano Vache
8 Rue Laplace. 75005. Paris.
Métro Maubert (linha 10).
Fone: 01 46 33 75 03
Horário: de segunda a sexta, das 12h às 2h, e sábado, das 18h às 2h.

Aproveitando a viagem:

  • O ponto turístico mais próximo é o Panthéon, a apenas uma quadra.
  • Quase na esquina da rua do bar fica a já famosa escadaria onde o personagem de Owen Wilson, no filme Meia-Noite em Paris, de Woody Allen, espera todos os dias por um carro que o transporta em uma viagem no tempo.
  • Também a uma quadra dali fica o já resenhado Manga Café, a melhor loja/biblioteca de mangás e cultura pop japonesa de Paris.
  • Para seguir no clima Sorbonne, confira as nossas dicas sobre a Université Paris 5 e sobre o cinema Le Champollion.
  • Veja aqui mais dicas de bares para ir no inverno.
About Gabriel B. 71 Articles
Connard, flâneur, ringard.