Os discos de vinil dos Oliviers

Nada melhor para darmos o pontapé inicial do Paris Lado-B do que uma loja de… discos de vinil! Le Rideau de Fer (“a cortina de ferro”) é uma loja pequena no tamanho e gigante nas oportunidades para fãs de discos antigos.

O negócio é tocado por dois caras gente boa chamados Olivier. Isso mesmo, os dois se chamam Olivier, então você pode chegar chamando pelo nome que não vai errar. Eles eram antigos clientes da loja, que existe desde 1982. Pois há um ano e meio, quando o velho dono se aposentou, eles fizeram uma oferta e compraram o estabelecimento. Hoje, os papeis se inverteram e o velho dono virou cliente deles, como me contou o Olivier que não usa óculos (o dos óculos fica mais no balcão limpando cuidadosamente os discos). Mas o mais legal de tudo é a reforma que os dois Olivier fizeram quando assumiram a Le Rideau de Fer: baniram os CD’s e deixaram só vinil e histórias em quadrinhos (chamados por aqui de “bandes dessinées”) e focaram principalmente no rock. Rock, na França, é um conceito amplo, então você encontra de tudo lá, inclusive música brasileira das antigas.

A Le Rideau de Fer fica escondida no 18eme, numa rua com pouco movimento e os clientes são escassos, o que propicia um atendimento personalizado por parte de algum dos Olivier, já que muito provavelmente você será o único cliente do momento. O ponto fraco são os quadrinhos: não vale a pena ir até lá só por eles, já que a oferta é pequena. Há muitas outras opções melhores de lojas de quadrinhos pela cidade, e exploraremos isso em outros posts.

O ponto forte da loja: os compactos. Há uma infinidade desses disquinhos de duas músicas, coisas raras e baratas. Singles da Madonna dos anos 80 saem por míseros 5 euros cada. E o grande lance é essa mala antiga que fica no chão: estes compactos custam nada além de 0,50 euros (sim, 50 centavos) cada um, ou você pode levar 3 por 1 euro. E não tem só porcaria não, basta ter tempo, se sentar no chão e procurar.

Le Rideau de Fer
12 Rue André del Sarte. 75018. Paris.
Metro Château Rouge (linha 4) ou Anvers (linha 2)
Fone : 01 42 55 66 40.
De terça a sábado, das 12h30 às 19h.

Aproveitando a viagem:

    •  O ponto turístico mais conhecido ao redor é a basílica de Sacré Coeur, que fica ao lado.
    •  A própria rua André del Sartre oferece boas opções de comércio fora do convencional, principalmente moda étnica. Há quatro ou cinco lojas de roupa ao redor da loja de discos.
    •  Para tomar café, bem na esquina da rua há o “No Problemo”, um pequeno bar frequentado só por locais, mesmo estando ao pé da Sacré Coeur.
    •  Se o seu negócio é mesmo o rock, vale a pena esticar a caminhada até a rua Rue Victor Massé, ao redor do Metro Pigalle, que concentra várias lojas de guitarra e bateria.

Postado por Gabriel Brust.

About Gabriel B. 70 Articles
Connard, flâneur, ringard.