Como comer em um restaurante estrelado no Guia Michelin sem gastar muito

nham

Que tal comer em um restaurante que esteja bem avaliado no famoso Guia Michelin durante a sua viagem a Paris e sem gastar muito? Quem nos traz essa grande dica – e um belo trabalho de pesquisa – é a Nhan, uma blogueira australiana louca por comida e que conta suas aventuras gastronômicas no blog My love For Paris.

 

A experiência de comer em Paris às vezes pode parecer uma espécie de jogo de erros e acertos. Existem muitas armadilhas para turista vendendo comida requentada ou industrial. Em geral dá para saber só pelo tamanho do menu. Quanto maior a quantidade de opções, menor a chance de ser “fait Maison”, ou seja, preparada inteiramente na hora e no local. Por outro lado, Paris também tem experiências gastronômicas excepcionais, esperando para serem descobertas.

Mesmo que você não seja um fã de todo o “sistema” Michelin para avaliar restaurantes, é difícil evitar o burburinho da mídia que atinge a cidade sempre que o guia é publicado, uma vez por ano, com o resultado dos melhores restaurantes.

Os donos dos lugares que ganham uma “estrela Michelin” comemoram e suas vendas disparam. Os que perdem estrelas (em relação ao ano anterior) experimentam uma tristeza profunda. Alguns vão às lágrimas e há até um boato de que um chef chegou a cometer suicídio por ter perdido uma estrela Michelin. Outros até recusam a sua estrela, alegando que isso colocaria muita pressão sobre o seu restaurante.

A França tem muitos restaurantes estrelados no Guia Michelin. Só em Paris, são 9 restaurantes que ganharam 3 estrelas (a nota máxima) e 74 com uma estrela. O Guia Michelin foi criado pela fábrica de pneus de mesmo nome, em 1900, com objetivo de aumentar a venda de carros e, claro, de pneus. Ele é o guia de hotéis e restaurantes mais antigo da Europa e era distribuído gratuitamente quando foi lançado, época em que a França contava com apenas 3.000 carros.

O teste dos restaurantes é feito por avaliadores anônimos, que não se identificam de jeito nenhum. Eles vão ao extremo para comerem nos lugares como se fossem um cliente qualquer, incógnitos. Essa matéria da revista The New Yorker, de 2009, explica mais:

“Até mesmo os executivos de alto escalão da Michelin nunca encontraram um dos avaliadores; os avaliadores são aconselhados a não contarem como funciona o seu trabalho nem mesmo para suas famílias; além disso, a Michelin jamais autorizou nenhum avaliador a falar com a imprensa.”

michelin

Ok, agora que você entendeu a importância do Guia Michelin, vamos direto ao ponto: como você poderá comer em um restaurante “estrelado” pelo Michelin sem gastar muito. Como fazer a champanhe sair por preço de cerveja? Como descobrir se esses avaliadores ultra secretos têm realmente razão?

Aqui vão as minhas 5 dicas:

  1. Vá na hora do almoço, não na janta
  2. Atenção aos feriados e fins de semana – um dia de semana é sempre mais seguro.
  3. Escolha o menu, e não ‘à la carte’
  4. Fuja do vinho
  5. Peça água com gás (se for corajoso, peça só uma garrafa d’água regular, que é oferecida gratuitamente em qualquer restaurante de Paris)

Segundo passo: onde encontrar os restaurantes estrelados, mas acessíveis?

Eu explorei o Guia Michelin 2015 e filtrei para vocês quais restaurantes estrelados têm as refeições mais baratas e quando elas são servidas. Acabei confirmandoo padrão que eu já esperava: as refeições mais baratas são no horário do almoço, durante a semana, pedindo o menu.

Abaixo você encontra a minha lista dos 10 restaurantes com uma estrela no Guia Michelin que tem um preço acessível pelo menu que inclui um “amouse bouche”, uma entrada, prato principal e sobremesa.

O limite de preço que eu estabeleci é de 40 euros. Nada mal, considerando que você poderia facilmente gastar isso em um restaurante qualquer, sem o reconhecimento do Guia Michelin.

 

RESTAURANTES UMA ESTRELA MICHELIN 

        1. Septime 30 €
          80 rue de Charonne
          75011 Paris
        2. La Table d’Eugène Sue 32€
          18 rue Eugène Sue
          75018 Paris
        3. Les Fables de la Fontaine 35€
          131 rue Saint Dominique
          75007 Paris
        4. Auguste 37€
          54 rue de Bourgogne
          75007 Paris
        5. La Truffière 38€
          4 rue Blainville
          75005 Paris
        6. Benoit – Alain Ducasse 39€
          20 rue Saint-Martin
          75004 Paris
        7. Garance 39€
          34 rue Saint Dominique
          75007 Paris
        8.  Au Trou Gascon 39€
          40 rue Taine
          75012 Paris
        9. Agapé 39€
          51 rue Jouffroy-d’Abbans
          75017 Paris
        10. Jacques Faussat – La Braisère 40€54 rue Cardinet
          75017 Paris

BÔNUS: RESTAURANTE DUAS ESTRELAS MICHELIN

11. L’atelier de Joël Robuchon 43€
Publicis Drug Store
133 avenue des Champs-Elysées
75008 Paris

 

Bom apetite!